Exantemas

Definição

Erupções cutâneas envolvem alterações da cor ou textura da pele.

Nomes alternativos

Vermelhidão ou inflamação da pele; Lesão cutânea; Rubor; Erupção cutânea; Eritema

Considerações

Muitas vezes a causa de uma erupção pode ser determinada a partir de suas características visíveis e de outros sintomas.

Causas comuns

Uma erupção cutânea simples é chamada de dermatite, significando inflamação da pele. A dermatite de contato é causada por coisas que sua pele toca, como:

A dermatite seborreica é uma erupção cutânea que aparece em placas de vermelhidão e escamação ao redor das sobrancelhas, cílios, boca, nariz, tronco e atrás das orelhas. Caso ocorra no couro cabeludo, é chamada de caspa em adultos e crosta láctea em bebês.

A idade, estresse, fadiga, extremos climáticos, pele oleosa, uso ocasional de xampu e loções à base de álcool agravam essa doença inofensiva, porém incômoda.

Outras causas comuns de erupção cutânea incluem:

Muitas doenças podem provocar erupções cutâneas também. Por exemplo:

Cuidados domésticos

Erupções cutâneas mais simples melhoram com cuidados suaves da pele e evitando substâncias irritantes. Siga estas instruções gerais:

Hidrocortisona em creme (1%) é vendida sem receita e pode acalmar muitas erupções cutâneas. Se você tiver eczema, aplique hidratantes na pele. Experimente produtos para o banho à base de farinha de aveia, encontrados nas drogarias, para aliviar os sintomas de eczema, psoríase ou herpes-zoster.

Consulte seu médico se

Ligue para a emergência se:

Ligue para seu médico se:

O que esperar no consultório do seu médico

O médico poderá realizar um exame físico e fazer perguntas sobre sintomas e seu histórico médico. As perguntas podem incluir:

Os exames podem incluir:

Dependendo da causa da erupção cutânea, os tratamentos podem incluir cremes ou loções com medicamentos, remédios tomados via oral ou cirurgia da pele.

Muitos clínicos gerais estão qualificados para tratar erupções cutâneas comuns mas, para doenças de pele mais complicadas, pode ser necessário o encaminhamento para um dermatologista.

Referências

Anderson BE, Marks JG Jr. Plant-induced dermatitis. Em: Auerbach PS, ed. Wilderness Medicine. 5ª ed. Philadelphia, Pa: Mosby Elsevier; 2007:cap. 57.

Cydulka RK, Garber B. Dermatologic presentations. Em: Marx JA, Hockberger RS, Walls RM, e outros, eds. Rosen's Emergency Medicine: Concepts and Clinical Practice. 7ª ed. Philadelphia, Pa: Mosby Elsevier; 2009:cap. 118.

Armstrong CA. Examination of the skin and approach to diagnosing skin diseases. Em: Goldman L, Ausiello D, eds. Cecil Medicine. 24ª ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2011:cap. 444.

Werth VP. Principles of therapy of skin diseases. Em: Goldman L, Ausiello D, eds. Cecil Medicine. 24ª ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2011:cap. 445.


Reveja Data: 12/2/2014
Avaliado por: Richard J. Moskowitz, MD, dermatologist in private practice, Mineola, NY. Review provided by VeriMed Healthcare Network. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Isla Ogilvie, PhD, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com