Infecção do trato urinário - adultos

Definição

A infecção do trato urinário, ou ITU, pode acontecer em qualquer parte do trato urinário. As infecções do trato urinário têm nomes diferentes de acordo com a parte do trato urinário infectada.

Nomes alternativos

Infecção de bexiga - adultos; ITU - adultos; Cistite - bacteriana - adultos; Pielonefrite - adultos; Infecção renal - adultos

Causas, incidência e fatores de risco

As infecções do trato urinário são causadas por germes, em geral bactérias que entram pela uretra e chegam até a bexiga. Isso pode levar a uma infecção, mais comumente na própria bexiga, que pode se propagar até os rins.

Na maioria das vezes, o corpo consegue eliminar as bactérias. Porém, algumas doenças podem aumentar o risco de ITUs.

As mulheres tendem a ter infecções mais frequentes porque sua uretra é mais curta e mais próxima ao ânus que a dos homens. Por causa disso, as mulheres têm maior probabilidade de ter infecções depois da atividade sexual ou ao usar um diafragma como contraceptivo. A menopausa também aumenta o risco de uma ITU.

Os itens a seguir também aumentam a probabilidade de se desenvolver uma ITU:

Sintomas

Entre os sintomas de infecção na bexiga estão:

Se a infecção se propaga para os rins, os sintomas podem incluir:

Sinais e testes

Geralmente, é coletada uma mostra de urina para realizar os seguintes testes:

Também podem ser feitos um hemograma completo e uma hemocultura.

Os seguintes exames podem ser realizados para ajudar a descartar problemas em seu sistema urinário que podem levar a infecções ou dificultar o tratamento de uma ITU:

Tratamento

Seu médico deve saber primeiro se você tem uma infecção branda ou simples de bexiga ou rim, ou se sua infecção é mais séria.

INFECÇÕES BRANDAS DE BEXIGA E RINS

Os antibióticos orais são recomendados porque há um risco de que a infecção se propague para os rins.

Os antibióticos usados normalmente incluem: trimetoprima-sulfametoxazol, amoxicilina, amoxicilina-clavulanato, doxiciclina e fluoroquinolonas. O médico perguntará se existe a possibilidade de que você esteja grávida.

Ele também recomendará drogas para aliviar o ardor e a urgência de urinar. O cloridrato de fenazopiridina (Pyridium) é a droga mais comum desse tipo. Mesmo assim, será necessário tomar antibióticos.

As pessoas com uma infecção de bexiga ou rins devem tomar muito líquido.

Algumas mulheres têm infecções de bexiga recorrentes ou repetitivas. O médico pode sugerir diferentes maneiras de tratá-las.

INFECÇÕES RENAIS MAIS GRAVES

Se você estiver muito doente e não conseguir tomar medicamentos orais ou beber líquidos suficientes, poderá ser internado no hospital. Você também poderá ser internado se:

No hospital, você receberá líquido e antibióticos intravenosos.

Algumas pessoas têm infecções do trato urinário recorrentes ou que não se curam com o tratamento. Essas infecções são chamadas de ITUs crônicas. Se você tiver uma ITU crônica, talvez precise tomar antibióticos por vários meses ou antibióticos mais fortes poderão ser prescritos.

Se um problema estrutural (anatômico) estiver causando a infecção, a cirurgia poderá ser recomendada.

Expectativas (prognóstico)

Uma infecção do trato urinário é incômoda, mas o tratamento é, geralmente, bem-sucedido. Em geral, os sintomas de uma infecção de bexiga desaparecem de 24 a 48 horas após o começo do tratamento. Se você tiver uma infecção renal, poderá demorar uma semana ou mais para que os sintomas desapareçam.

Complicações

Ligando para o médico

Consulte um profissional da área da saúde se tiver sintomas de ITU. Entre em contato imediatamente se apresentar os seguintes sintomas:

Esses podem ser os sinais de uma infecção renal.

Também entre em contato se já tiver sido diagnosticado com uma ITU e os sintomas voltarem logo após o tratamento com antibióticos.

Prevenção

Alterações no estilo de vida podem ajudar a prevenir as ITUs.

Depois da menopausa, a mulher pode usar uma pomada de estrogênio na região da vagina para reduzir a probabilidade de novas infecções.

BANHOS E HIGIENE

ROUPAS

DIETA

Referências

Foster RT Sr. Uncomplicated urinary tract infections in women. Obstet Gynecol Clin North Am. 2008 Jun;35(2):235-48, viii.

Hooton TM, Bradley SF, Cardenas DD, et al. Diagnosis, prevention, and treatment of catheter-associated urinary tract infection in adults: 2009 International Clinical Practice Guidelines from the Infectious Diseases Society of America. Clin Infect Dis. 2010 Mar 1;50(5):625-63.

Lin K, Fajardo K; U.S. Preventive Services Task Force. Screening for asymptomatic bacteriuria in adults: evidence for the U.S. Preventive Services Task Force reaffirmation recommendation statement. Ann Intern Med. 2008 Jul 1;149(1):W20-4.

Little P, Moore MV, Turner S, et al. Effectiveness of five different approaches in management of urinary tract infection: randomised controlled trial. BMJ. 2010 Feb 5;340:c199. doi: 10.1136/bmj.c199.

Nicolle LE. Uncomplicated urinary tract infection in adults including uncomplicated pyelonephritis. Urologic Clinics of North America. 2008 Feb:35(1).


Reveja Data: 11/2/2014
Avaliado por: Linda J. Vorvick, MD, Medical Director and Director of Didactic Curriculum, MEDEX Northwest Division of Physician Assistant Studies, Department of Family Medicine, UW Medicine, School of Medicine, University of Washington, Seattle, WA. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Isla Ogilvie, PhD, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com