Próstata aumentada

Definição

A próstata é uma glândula reprodutiva masculina que produz o fluido que carrega o esperma durante a ejaculação. Ela envolve a uretra, tubo através do qual a urina sai do corpo.

Uma próstata aumentada significa que a glândula cresceu. O aumento da próstata acontece em quase todos os homens, conforme eles envelhecem. À medida que a glândula cresce, ela pressiona a uretra e causa problemas ao urinar e na bexiga.

O aumento da próstata é frequentemente chamado de hiperplasia prostática benigna (HPB) ou hipertrofia prostática benigna. Não é um câncer e não aumenta o risco de câncer de próstata.

Nomes alternativos

HPB; Hipertrofia (hiperplasia) prostática benigna; Próstata - aumentada

Causas, incidência e fatores de risco

A verdadeira causa do aumento da próstata é desconhecida. Fatores relacionados ao envelhecimento e aos próprios testículos podem desempenhar um papel no crescimento da glândula. Os homens que tiveram os testículos extirpados em idade precoce (por exemplo, como consequência de câncer testicular) não desenvolvem HPB.

De modo similar, se os testículos são extirpados após o aparecimento de HPB, a próstata começa a diminuir de tamanho.

Alguns fatos sobre o aumento da próstata:

Sintomas

Menos da metade dos homens com HPB tem os sintomas da doença, que incluem:

Sinais e testes

Depois de fazer um histórico médico completo, seu médico realizará o exame retal digital para palpar a glândula prostática. Os seguintes exames também podem ser realizados:

Além disso, você pode ser solicitado a completar um formulário para avaliar a gravidade de seus sintomas e o impacto deles na sua vida diária. A pontuação pode ser comparada com registros anteriores para determinar se a doença está sendo agravada.

Tratamento

A escolha do tratamento se baseia na gravidade dos sintomas, na dimensão do impacto na sua vida diária e na presença de qualquer outra doença. As opções de tratamento abrangem "espera vigilante", mudanças no estilo de vida, medicação ou cirurgia.

Se você tiver 60 anos ou mais, terá maior probabilidade de apresentar os sintomas. Entretanto, muitos homens com a próstata aumentada têm somente sintomas brandos. As medidas de autocuidado são geralmente suficientes para fazer você se sentir melhor.

Se você tem HPB, deve fazer um exame anual para monitorar a progressão dos seus sintomas e determinar se são necessárias alterações no tratamento.

AUTOCUIDADO

Para sintomas leves:

MEDICAMENTOS

SERENOA REPENS

Foram feitos experimentos com muitas ervas para o tratamento da próstata aumentada. A Serenoa repens é utilizada por milhões de homens para aliviar os sintomas da HPB e é frequentemente recomendada como uma alternativa à medicação. Alguns estudos mostram que ela auxilia nos sintomas, mas existe evidência de que essa erva popular não é melhor do que um placebo no alívio dos sinais e dos sintomas da HPB. São necessários mais estudos. Se você utiliza a Serenoa repens e acha que ela funciona, pergunte ao seu médico se deve continuar a usá-la.

CIRURGIA

A cirurgia prostática pode ser recomendável se você tiver:

A escolha de um procedimento cirúrgico específico geralmente se baseia na gravidade dos sintomas, no tamanho e na forma da glândula prostática.

A maioria dos homens submetidos à cirurgia prostática tem melhoras nas taxas de fluxo de urina e nos sintomas. Consulte Remoção da próstata para obter uma descrição das complicações.

Outros procedimentos menos invasivos também estão disponíveis. Eles utilizam diferentes formas de calor para destruir o tecido da próstata, inclusive:

Nenhuma dessas técnicas é comprovadamente melhor que a RTUP. Os pacientes que foram submetidos a procedimentos menos invasivos têm maior probabilidade de necessitar de cirurgia novamente após 5 ou 10 anos. Entretanto, esses procedimentos podem ser uma boa opção para:

A prostatectomia auxiliada por robô é outra técnica nova. Entretanto, a tecnologia não está amplamente disponível, e a experiência do cirurgião deve ser considerada. Além disso, não existem estudos a longo prazo sobre essa cirurgia.

Outra forma de tratamento consiste em stents prostáticos.

Para obter mais informações, consulte Cirurgia prostática.

Complicações

Os homens que sofrem de HPB há muito tempo com aumento gradual dos sintomas podem desenvolver:

Mesmo depois do tratamento cirúrgico, com o tempo pode haver uma nova ocorrência de HPB.

Ligando para seu médico

Entre em contato com o seu médico imediatamente se apresentar:

Também procure seu médico se:

Referências

Abrams P, Chapple C, Khoury S, Roehrborn C, de la Rosette J; International Scientific Committee. Evaluation and treatment of lower urinary tract symptoms in older men. J Urol. 2009;181:1779-1787.

Bent S, Kane C, Shinohara K, et al. Saw palmetto for benign prostatic hyperplasia. NEJM. 2006;354:557-566.

Kirby R, Lepor H. Evaluation and nonsurgical management of benign prostatic hyperplasia. In: Wein AJ, Kavoussi LR, Novick AC, Partin AW, Peters CA, eds. Campbell-Walsh Urology. 9th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2007:chap 87.

Lourenco T, Pickard R, Vale L, Grant A, Fraser C, MacLennan G, et al. Minimally invasive treatments for benign prostatic enlargement: systematic review of randomised clinical trials. BMJ. 2008;337:a1662.

Rich KT, Safranek S. PPIN's clinical inquiries: medical treatment of benign prostatic hyperplasia. Am Fam Physician. 2008;77:665-666.

Roehrborn CG, McConnell JD. Benign prostatic hyperplasia: etiology, pathophysiology, epidemiology, and natural history. In: Wein AJ, Kavoussi LR, Novick AC, Partin AW, Peters CA, eds. Campbell-Walsh Urology. 9th ed. Philadelphia, PA: Elsevier Saunders; 2007:chap 86.


Reveja Data: 10/2/2013
Avaliado por: Scott Miller, MD, Urologist in private practice in Atlanta, GA. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Bethanne Black, and the A.D.A.M. Editorial team.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
adam.com